Os cinco medos mais comuns ao pensar em morar fora

Solicite um orçamento

Muitos brasileiros se deparam com diversos medos ao encararem a viagem para o exterior. Um dos primeiros choques, além dos tradicionais, como cultura, comida e clima, é o desconhecido. O desconhecido gera ansiedade e medo. E é justamente da ansiedade e do medo que vem o aprendizado.

Pensando nisso, escolhi os 5 medos mais comuns que brasileiros sentem ao pensar em morar fora do país e quero dividir isso com vocês. 😉

  1.     Não aprender a língua

Muitas pessoas dizem por aí que os cursos de inglês no Brasil não são úteis e causam medo nas pessoas que estão prestes a viajar. Se seu medo for esse, pode ficar tranquilo. Existe sempre vantagem para aquela pessoa que estudou e se dedicou em todo o planejamento para a viagem e a língua, sem dúvida, faz parte desse processo.

Uma outra coisa é: não importa se você ainda não tem domínio completo da linguagem, um bom ouvido e a necessidade constante de comunicação irá te fazer desenvolver naturalmente os avanços na língua estrangeira.

Quando chegar em outro país, não tenha medo de errar. Se preciso, desculpe-se com bom humor por não falar muito bem o idioma local. Quando não entender alguém, peça para a pessoa repetir, não tenha vergonha e mais uma vez: estude bastante antes de embarcar. Você vai chegar bem mais confiante.

  1.     Sofrer Preconceito

Um dos medos mais comuns é se o fato de ser brasileiro vai fazer você sofrer preconceito em outros países. Bom, a realidade é que existe preconceito até dentro do nosso país e, assim como no Brasil, as leis garantem que você seja defendido. Muitos países europeus têm as suas políticas para integração de imigrantes que incluem legislação sobre discriminação, por exemplo.

Mas tenha certeza: o preconceito não vem da maioria da população e não é algo que vai te afetar diariamente, muito menos na sua vivência total do intercâmbio.

  1. Ficar sem dinheiro

Um dos maiores medos de todas as pessoas é ficar sem dinheiro. Imagina só em outro país, não é mesmo?

Antes de planejar a viagem, o medo de ficar sem dinheiro trava a vontade de muitos intercambistas. O que deve estar sempre em foco é que se você não tem dinheiro de sobra, deve ter o dobro de força de vontade para conseguir um emprego. Restaurantes, pubs e hotéis são sempre excelentes opções iniciais para estrangeiros.

É claro que algumas pessoas terão mais sorte, outras menos. Porém, esse problema é mais simples de resolver do que parece. A sua capacidade de ganhar dinheiro depende basicamente de duas coisas: informação e dedicação.

Prepare um bom currículo, faça uma boa pesquisa e descubra o que estão procurando. Com certeza, você terá sucesso na sua procura.

  1. Não fazer novos amigos

A aflição de não conseguir novos amigos ao chegar em um país estrangeiro é muito comum. Lógico que vai demorar algum tempo para você se acostumar com novas pessoas, novas nacionalidades, idiomas, costumes e muito mais. Mas acredite: você com certeza irá conseguir novos amigos.

Você lembra como conheceu seus amigos aqui no Brasil? No colégio? No trabalho? Lá não será diferente. As relações geram amizades e assim será com você também.

  1. Saudades de casa

A saudade de casa com certeza vai bater mas você não pode desistir por ter medo de sentir saudade. Tem dia que dói mais, tem dia que passa. Tem pessoas que voltam antes e tem gente que sabe lidar bem com a distância (sei que você quer ser uma dessas pessoas que aguenta o tempo programado).

Talvez esse seja o medo mais real e do qual não dá para fugir. É aceitar, aproveitar a internet para dividir experiências e sempre estar focado no objetivo que te levou até ali.

Espero que tenha aproveitado as dicas e que os medos não superem a vontade de conhecer novos lugares e ter experiências inesquecíveis.

Nos vemos em breve em qualquer lugar do mundo.

Um abraço!

Jamile Machado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

insta